Busca rápida    

YAMAHA HS-80M

Caixa de som amplificada - monitor de estúdio 8" single

Preço sob consulta

 

A monitoração do áudio no estúdio se dá através de amplificadores e caixas de som. Manter a mesma sonoridade obtida no estúdio, em outros equipamentos, sem perder o equilíbrio entre os timbres mixados não é uma tarefa fácil. Por isso a importância de se utilizar um bom monitor de áudio. O bom monitor é aquele de som mais puro, que mantém a sonoridade original, sem sobrecarregar certas frequências.

Se for utilizado, por exemplo, monitores com grave extra, a tendência é a moderação nos graves, durante a mixagem. Quando o resultado final for reproduzido em outros aparelhos, ficará a sensação da falta de graves, ou seja, as mesmas frequências exageradas desses alto-falantes são as mesmas que vão fazer falta em outros monitores.

Normalmente são utilizados dois tipos de monitores no estúdio: para gravação e para mixagem. Um único sistema pode desempenhar os dois papéis, mesmo que com menos versatilidade. A gravação demanda um amplificador e um par de caixas possantes e robustas, capazes de suportar fortes picos de sinal. A mixagem pede um sistema mais delicado, com uma resposta bem plana.

Monitores para gravação

Para suportar súbitos picos de volume, ao gravar vozes e instrumentos isolados, as caixas devem ser mais potentes que as especificações do espaço normalmente exigiriam. Essa "folga" evita o desgaste excessivo dos monitores nos momentos em que são mais exigidos: passagens de som, gravação de contrabaixo etc.

Monitores para mixagem

Muito mais críticos, por serem os responsáveis pelo som final, os monitores de referência têm que ter uma resposta de freqüências bem plana, para não mascarar o som. É até muito interessante se monitorar a mixagem em diferentes pares de caixas, profissionais e outras, para se "obter uma média" das sonoridades. Soando bem num maior número de caixas, a probabilidade da mixagem soar bem em todo lugar é maior.

Assim, os monitores preferidos pelos estúdios são os modelos "near field" (campo próximo), que ficam a pouca distância do operador, formando com ele um triângulo equilátero. Esses monitores dão muita transparência ao som, sendo ideais para mixagem.

Posicionamento dos monitores

As caixas near field, para mixagem, devem ser posicionadas na altura do ouvido do operador, a aproximadamente cerca 1,5m, formando com ele um triângulo com 3 lados iguais. Os tweeters ficam mais para fora que os falantes de graves, com as caixas na posição horizontal, ou mais para cima que os woofers, com os monitores na vertical.

As caixas de gravação ficam num plano mais alto e mais largo, voltadas para o centro da sala de controle.Todos os monitores devem ser posicionados simetricamente às paredes laterais da sala para equilibrar a audição da mixagem estéreo.

ESPECIFICAÇÕES DO FABRICANTE:

The Yamaha HS80M is a bi-amplified, magnetically shielded nearfield monitor with 120 watts of power, an 8" woofer and 1" dome tweeter, housed in a sturdy bass-reflex MDF cabinet.

The HS80M resembles Yamaha"s legendary NS-10M passive monitor, and is recommended as a somewhat larger powered successor to that ubiquitous speaker, as it offers a neutral response, high headroom, balanced and unbalanced connectivity, and equal functionality in either stereo or Surround mixing applications.

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS:

  • Bi-amplified nearfield studio monitor with 120 Watts of power and low-resonance MDF enclosure
  • Magnetically shielded for close proximity use with computer and video monitors
  • 8" woofer and 1" Dome tweeter
  • Rear panel level and Room Acoustics control switches
  • Rear panel bass-reflex port
  • Balanced XLR and balanced/unbalanced 1/4" inputs

ÍTENS INCLUÍDOS:

  • Caixa de som amplificada - monitor de estúdio 8" single Yamaha HS80M
  • Manual do proprietário (em Inglês)

 

  • Dados técnicos
 
Av. Professor Mário Werneck, 2900 - Sala 208 / Shopping Buritis - Belo Horizonte - MG / CEP 30.575-180     Fale com Puyu: 31-3542.2812